Tags

,

Jorge Luis Borges nasceu em Buenos Aires, em 1899. Seu pai, Jorge Guillermo Borges (1874-1938), era um advogado e professor cuja língua materna era o inglês. Sua extensa biblioteca contava com numerosos volumes em inglês e, por essa razão, grande parte das primeiras leituras de Borges foram nessa língua. Como o próprio escritor destacou certa vez, ele leu antes a tradução inglesa do Quixote do que seu origin alem
espanhol. Durante toda sua vida, Borges foi fascinado pela língua inglesa.

Em sua autobiografia, Jorge Luis Borges disse que seu pai “revelou o
poder da poesia. Que as palavras não são apenas um meio de comunicação, mas símbolos mágicos de música”. A família de sua mãe, Leonor Acevedo de Borges (1876-1975), havia vivido várias gerações na Argentina. Leonor se
converteu em uma das pessoas mais importantes para Jorge Luis e durante
toda sua vida se manteve a seu lado.

Durante sua infância, Borges foi uma pessoa ilhada e frágil, que já manifestava os primeiros sintomas da enfermidade que o conduziria à cegueira.

Tanto a leitura — suas obras favoritas eram a Enciclopédia Britannica e as novelas de aventura —, como a escrita foram um refúgio para sua timidez. Seus primeiros escritos, feitos em inglês e em espanhol, datam de quando ele tinha apenas seis anos.

EUROPA
Em 1914, a família Borges se trasladou à Europa porque seu pai,
cego em razão de um problema genético — que mais tarde também afetaria o
próprio escritor —, precisava passar por uma operação na vista. Nesse
momento estalou a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) e Jorge Luis
Borges, junto a sua irmã Norah (1901-1998), que era chamada assim por
Borges, já que seu nome verdadeiro era Leonor Fanny, foi escolarizado em
Genebra.

Fonte: Barsa Saber

http://brasil.planetasaber.com/theworld/biographies/seccions/cards2/default.asp?pk=2032&art=46

Anúncios