Tags

Morre a cantora Ademilde Fonseca, a ‘Rainha do Chorinho’

Cantora de 91 anos de idade e 71 de carreira sofreu um mal súbito em casa, em Ipanema

Rio –  A cantora Ademilde Fonseca, de 91 anos, morreu no fim da noite desta terça-feira, na Zona Sul do Rio. Conhecida com a Rainha do Choro, ela sofreu um mal súbito em sua casa, no bairro de Ipanema. Segundo a família, o enterro será realizado nesta quarta-feira, no cemitério São João Batista, em Botafogo, mas o horário ainda não foi definido. Ela deixa uma filha, a cantora Eimar Fonseca, três netas e quatro bisnetos.

Segundo a neta Ana Cristina, Ademilde Fonseca tinha problemas cardíacos, mas vinha se apresentando normalmente. Sua morte surpreendeu a família. No último fim de semana ela fez shows em Porto Alegre. Na véspera de sua morte, havia gravado dois programas para a Globo News. A Rainha do Chorinho tinha 71 anos de carreira e lançou clássicos como “Brasileirinho” e “Tico-tico no Fubá”.

Ademilde Fonseca Delfino nasceu em Pirituba, no município de São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte. Suas interpretações a consagraram como a maior intérprete do choro, gênero da música popular e instrumental brasileira.

Trabalhou por mais de dez anos na extinta TV Tupi e seis discos renderam mais de meio milhão de cópias. A Rainha do Chorinho ainda atuou muitos anos nas rádios Tupi e Nacional. Além de fazer sucesso no Brasil, regravou grandes sucessos internacionais e se apresentou em outros países.

Ela é considerada a criadora do choro cantado e também foi a primeira cantora nordestina a encantar o país com esse gênero. A cantora contou em recente entrevista que a música ‘Tico-Tico no Fubá’ foi a primeira canção em que colocou letra em um chorinho.

Fonte: O Dia Online

http://odia.ig.com.br/portal/rio/morre-a-cantora-ademilde-fonseca-a-rainha-do-chorinho-1.424835

Anúncios