Programas de auditórios: fabricas de monstrinhos!

Exceto os tele jornais, os programas educativos e os de conteúdos culturais, um bom filme, e alguns programas de humor (futuramente escreverei sobre “A grande Família“),  não assisto mais nada na televisão aberta, principalmente aos domingos, a não ser que eu queira passar raiva, pois os programas são realmente “maravilhosos”: “QUE LIXO LEGAL”, “O LIXÃO DO FAUSTÃO”, “ELIXANA”… Aos sábados a “coisa” também não é diferente, só tem lixo, com excessão do “LUCIANO HUCK”. Não posso esquecer os “LIXOS GOSPELS”, que são despejados na tv todos os dias. Entretanto, ao trocar de canal sempre dou uma olhada no lixo que estão produzindo – sem me deter no local – e tenho visto “crianças prodígios”, geralmente em programas de auditório que no Brasil são verdadeiros lixos.
Eu particularmente não gosto dessa exploração que ocorre nesse tipo de programa, e penso que os pais deveriam repensar algo melhor para o futuro dos seus filhos que não seja a fama, o dinheiro e o sucesso na mídia televisiva.
Esses programas são verdadeiras “fábricas de monstrinhos” e o Raul Gil é o maior fabricante de monstrinhos que existe na tv brasileira, o maior exemplo disso é a Maísa. Essa menininha, a Maísa, é insuportavelmente chata, enjoada, exibida… e muitos outro adjetivos ruins. Reconheço que ela é muito inteligente, aliás, todas essas crianças são, mas em algum ponto do caminho elas se perdem entre o talento e a inteligência, talvez estejam sendo mal orientadas e mal educadas. Talvez a absurda atenção que recebem da mídia esteja exaltando os seus egos ao ponto de elas assumirem o controle de suas próprias vidas. As vezes tenho a impressão que são crianças sem limites.
Essa minha análise é um olhar de quem está de fora e distante, mas é também o olhar do Educador Social antenado no comportamento social dessas crianças. Não são julgamentos e nem verdades absolutas, posso estar errado em minha análise, e quero muito estar.
Quanto ao fato de assistir a televisão, o que há de bom é a liberdade e o discernimento de trocar de canal. Quem gosta de lixo são os vermes, as bactérias, os micróbios e os urubus, entre outros…

Austri Junior 

Anúncios